AgronegócioCidadesDestaqueTucumãÚltimas notícias

No dia do Cacau, dados revelam que cidades paraenses são referências em geração de empregos e de sustentabilidade ambiental

Principal matéria-prima de uma das delícias mais queridinhas dos brasileiros, o chocolate, o Dia do Cacau é comemorado no dia 26 de março.

Cacaueiro, árvore desse fruto, é originária da América do Sul, principalmente do Brasil. Mesmo sendo um fruto amargo, primeiramente, foi utilizado para fazer uma bebida apimentada que, com o tempo, passou-se a ser tomada quente, com leite e açúcar.

Assim surgiu o conceito de chocolate, por isso, muitas pessoas também consideram a data como o Dia do Chocolate. De acordo com a Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados), o mercado brasileiro ocupa o quinto lugar no ranking global de chocolate com um consumo per capita anual de 2,5 quilos.


O doce é um ingrediente base de diversas receitas, e para o prazer de muitos chocólatras, existe uma variedade de opções e sabores que dão água na boca de qualquer um. Na Páscoa, por exemplo, ele alegra tanto crianças quanto adultos em diversos tipos e tamanhos de ovos. Já no outono e no inverno, o chocolate aquece e traz um aconchego para quem o desfruta.

DADOS

Produção em alta – E como um dos maiores produtores de Cacau Orgânico em nossa região, preparamos algumas curiosidades desta fruta que é bastante importante para a cultura brasileira.

O estado do Pará é o maior produtor de cacau do país. A previsão da Ceplac no ano de 2020 foi de área cultivada de 149.918 hectares e produção de 145 mil toneladas de amêndoas. Em 2019, a área cultivada foi de 146.918 hectares e a produção de 133.489 mil toneladas de amêndoas, o que representa 52% da produção nacional.

Medicilândia, Uruará, Altamira, Placas, Anapu, Brasil Novo, Novo Repartimento, Vale do Xingu, Tucumã, Tomé-Açu são os 10 municípios que mais produzem cacau no estado do Pará, segundo dados da Ceplac.

Geração de empregos: A cadeia produtiva do cacau gera atualmente 60.980 empregos diretos e 243.920 indiretos.

Incentivos: Hoje o estado possui sete plantas industriais e a primeira Escola-Indústria Senar “Chocolate da Amêndoa à Barra” do Brasil. Fonte do Governo do Pará – Fonte/ Lorena Daibes / Faepa.

FOTO ARQUIVO SIDNEY OLIVEIRA/ AGÊNCIA PARÁ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo