Polícia

Mais de 60 municípios do Pará não registram crimes violentos há mais de trinta dias

Ações de combate à criminalidade e foco nas investigações vêm revertendo a realidade de 68 municípios do Estado em que há mais de 30 dias não registram ocorrências de Crime Violentos Letais e Intencionais (CVLI), aqueles que englobam os crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Os números representam de 47% das 144 cidades do Pará que estão com queda nos índices de crimes violentos.

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), nesta quarta-feira (26), por meio da Secretaria de Inteligência e Analise Criminal (Siac), que computou as informações referentes ao período de 29 de fevereiro a 23 de maio de 2021.

“Estamos mantendo uma média entre 50% dos municípios do Pará, há mais de trinta dias, sem apresentar qualquer registro de crime violento, letal e intencional. Alguns municípios estão a cerca de 300, até mesmo 400 dias sem apresentar ocorrências dessa natureza. Mas o que é destaque para nós, não é somente a porcentagem dos índices dos municípios do Pará aparecerem sem crimes violentos em um mês – o que de fato, é algo a se comemorar -, mas em especial, algumas cidades que historicamente apresentavam essas taxas elevadas, hoje estarem com reduções significativas. Esses dados nos indicam que estamos no caminho certo. Sabemos que muito ainda precisa ser feito, em especial, no que tange a integração e na atuação conjunta de trabalhar com estratégia e inteligência para identificar e filtrar cada vez mais os pontos frágeis de cada localidade do Estado”, destacou o secretário de Segurança Pública do Estado, Ualame Machado. 

Municípios – As cidades de Igarapé-Miri, Breves, São Felix do Xingu e Conceição do Araguaia, são umas das cidades que aparecem a mais de trinta dias sem computar ocorrências de crimes violentos. Constam na lista ainda as cidades de Soure, Marapanim, Anajás, Oriximiná e Colares.

Para o secretário, a presença das forças de segurança nessas localidades e os esforços para manter as estratégias e integração, somada a atuação da inteligência são fatores importantes para alcançar os resultados favoráveis no Pará.

“Nosso esforço é focado na observação e planejamento para atuar nos gargalos e obstáculos que apresentam cada localidade, em especial aquelas que nos sinalizam alertas mais sérios, como a exemplo de Altamira e Redenção, que já estiveram entre as cidades sem apresentar crimes violentos a mais de um mês. Através das nossas ações ostensivas e direcionadas conseguimos reduzir a criminalidade nessas cidades. Recentemente Igarapé-Miri era uma cidade que vinha preocupando, em razão do número muito alto de crime de violência intencional. Nossas equipes de segurança agiram por quase dois meses na região. Após, o término da operação concentrada conseguimos incluir a cidade nessa listagem. Continuaremos a manter as ações ostensivas nos municípios mais delicados, somando as atividades de inteligência para que possamos manter a redução da criminalidade no nosso Estado” analisou o secretário.

Fonte
Agência Pará

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo